Posts com Tag ‘Faça você mesmo’

Idéia BBB (Boa, bonita e barata): Jogo Americano de Feltro

24/04/2010

Material Necessário

  • Folhas de feltro várias cores

  • Folha de feltro branca para servir de base
  • Cola
  • Tesoura

Lá vem o leão!

20/04/2010

Nesses dias de fins de abril, todos os seres humanos não-pobres do Brasil se preocupam com a visita do leão… ou a famigerada DIRPF – Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física.

Sabemos que devia ser uma coisa simples, só passar pro computador os dados que o nosso empregador nos manda prontos, mas qualquer coisa diferente que se faça com a vida, e pronto! Uma dor de cabeça a mais.

Imagina que eu recebi uma carta do banco falando dos meus investimentos: 100 reais numa poupança, 80 reais num título de capitalização e um seguro de vida – e isso eu supostamente devia incluir na declaração, mas tipo… onde incluir?

Os nomes não coincidem, você não tem idéia onde pôr aquilo…

Fazer o quê? Não vou declarar nada. Não vou pagar mais nem receber mais ou menos por causa desses dados, então vou deixar tudo como está… para que mexer em time que está ganhando? A declaração já está redondinha sem eles…

Enfim, não estou muito no espírito de postar porque estou meio adoentada, mas daqui a 24 horas estarei de volta em casa, nesse computador, feliz da vida porque até domingo terei descanso… só verei meus alunos de novo na segunda que vem.

Então, é isso… e para não dizer que não falei dos temas do blog, seguem dois PAPs que achei no YouTube, úteis para quem, assim como eu, está montando a sua casinha…

Faça você mesmo – Horta Orgânica

Faça você mesmo – Renovando o estofado da cadeira

P.S. Sem querer puxar sardinha, eu sou assinante UOL e o portal deles tem um especial sobre IR… confere lá: http://economia.uol.com.br/impostoderenda/

Como fazer um banquinho

02/04/2010
No fim do dia, sentar em uma poltrona confortável e esticar os pés… hum… delícia!

 

Para isso usamos o otomano, que é como um pufe, mas bem mais baixinho. Na verdade o otomano é mesmo um banquinho, ou uma banquetinha. Pois o otomano também pode ser uma peça muito charmosa, um destaque na decoração, e pode ser usada como uma mesinha de apoio, porque não? O importante é garantir elegância e bom gosto à essa peça, e você pode ter uma assim sem gastar os tubos.

Esse passo-a-passo fica bem mais fácil se você tiver ferramentas mais modernas, mas chaves de fenda e um pouco de força são o suficiente se você tiver boa vontade. Primeiro defina o tamanho que você deseja para o seu otomano e calcule as medidas proporcionalmente. Para o nosso modelo vamos considerar uma base de compensado redondo de 60 cm.

Materiais:

  • compensado redondo de 60 cm diâmetro
  • espuma de alta densidade com 15 cm de altura
  • manta acrílica e manta soft para patchwork
  • tecido para forro
  • tecido para encapar
  • entretelas e viés

 

Ferramentas:

Material necessário para fazer o otomano
  • faca serrilhada
  • cola rápida
  • cola de tecido
  • tesoura
  • chave de fenda
  • grampeador
  • pés com rodízios
Camadas da montagem do otomano Veja ao lado a ordem das camadas que você vai usar para montar o seu otomano: compensado, espuma, mantas acrílicas, mantas soft, forro e tecido. Compre o compensado já cortado no formato e tamanho que você deseja. Com a faca serrilhada corte a espuma do mesmo tamanho do compensado. Repita o recorte nas mantas no mesmo tamanho do compensado, usando a tesoura. Corte o forro e o tecido da capa com 17 cm de diâmetro a mais da medida da base. Cole a espuma no compensado com cola rápida. Encaixe duas camadas de manta acrílica sobre a espuma e sobre elas duas camadas de manta soft.
Grampeie primeiro o forro Você recortou o tecido do forro com 17 cm a mais que a base de compensado. Desenhe um círculo na parte inferior da base a 2 cm da borda e marque nessa linha 4 pontos em cruz como no esquema abaixo. Marque também no forro quatro pontos em cruz na borda. Vire a base com a espuma e as mantas e alinhe o forro de maneira que os pontos marcados se encontrem com os da base. Grampeie primeiro esses quatro pontos, esticando bem o forro para que ele ajuste nas mantas igualmente. Depois grampeie na metade entre esses pontos. Termine grampeando toda a volta como na imagem.
Esquema de como começar a grampear Confira no esquema como marcar os pontos em cruz na base, no forro e no tecido da capa.
Grampeie o tecido da capa Fixe o tecido escolhido para a capa usando o mesmo procedimento de grampear primeiro os pontos em cruz.
Fixe um tira de entretela Para dar um melhor acabamento, grampeie uma tira de entretela na lateral, sobre a base de madeira, em toda a volta. Isso irá reforçar a fixação do tecido.
Cubra a entretela com viés colorido Cole um viés com cola para tecido sobre a etretela para completar o acabamento. Se preferir você também pode decorar com detalhes como contas e miçangas. Esses detalhes ficam por conta do seu gosto pessoal.
Fixe os rodízios no seu otomano Depois de encapado o seu otomano, fixe as rodinhas na base. Essas rodinhas você encontra em lojas de peças de marcenaria, inclusive com muitas opções diferentes. 
Caso queira dar mais personalidade à sua banquetinha, escolha pés trabalhados e pinte numa cor que combine com o tecido.

 

Caso opte por fazer seu otomano retangular ou quadrado, mantenha o mesmo esquema de grampear o forro em cruz, para depois ir grampeando toda a volta. É essa a grande dica para você deixar a capa presa por igual e sem rugas e dobras irregulares.

Agora só não vai ter um otomano quem não quiser, certo?

Esse passo-a-passo foi elaborado por Better Homes and Gardens

Closet baratinho, baratinho

30/03/2010

Se você tem espaço para o closet, mas não deseja esperar os 45 dias de praxe para a entrega dos guarda-roupas, pode recorrer aos gaveteiros prontos. No quarto de vestir acima, a decoradora Maristela Gorayeb dispôs cinco módulos de 55 cm de largura x 47 cm de profundidade e mais um de 45 x 47 cm. “Fiz as contas para ocupar todo o comprimento da parede, de 3,20 m”, diz. A prancha revestida de laminado fechou a parte de cima, além de servir de prateleira, e o tubo preso ao teto recebeu cabides.

Material:

-Gaveteiros e prancha de compensado (revestida ou pintada), encontrados em lojas de marcenaria
-Tubo de ferro galvanizado reforçado de 3/4″ e cabo de aço com travas de ajuste, à venda em casas de ferragens
-Furadeira

Detalhe do cabideiro


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.